terça-feira, 23 de junho de 2009

Igrayne Pendragon - Ou Irmã Selma Origens

Breve historinha:

Mocinha era casada com Ogro. Ogro dava mais valor ao carro e ao megasuperpower som que tinha nele (no carro, e não em Ogro, ok?) que a Mocinha.
Em maio, Mocinha precisou ir em casa de Dona Mãe (sim, a minha) pegar alguns pedaços de tule (aquele tecido furadinho e leve usado pra fazer véu de noiva) para enfeitar algum chá beneficente, ou algo que o valha. Mas, num lapso de memória, ela esquece da adoração de Ogro pelo possante e coloca os tais pedaços de tule sobre a caixa de som do carro.
Ogro dá um show de ogrice. Esbraveja, xinga, maldiz, quase bate em Mocinha.
Dona Mãe, que a tudo assiste, não consegue ficar calada e diz a ele:

- Precisa mesmo dessa grosseria toda? Ela não fez por mal! Bens materiais vem e vão. O carro está com você hoje, mas pode não estar amanhã. Além disso, não se leva nada dessa vida mesmo... trate melhor sua esposa.

Ogro esbravejou contra Dona Mãe e se foi em seu poderoso carro com seu megasuperpower som ligado.
Dias depois Ogro é assaltado e o carro é levado. Embora tenha sido recuperado dias depois, o som não estava mais lá e o carro estava bastante destruído.

Uhm... agora tá explicado porque eu sou assim. Tá no sangue!

2 pitacos:

Elaine disse...

Olá!
Pois eu adooro conhecer alguém assim, digamos,assertiva...
E vamos combinar que o tipo mereceu, né?
Beijos.

Cecy disse...

Adorei, bem feito pro Ogro

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block