domingo, 12 de abril de 2009

Na ida e na volta - histórias de banheiro

Cheguei na casa de Dona Mãe doida pra fazer um pips. Da minha casa até a dela é chão pra caramba! A gente já chega com vontade de ir na casinha. Dae que entrei, feliz de minha vida, e quando olho pro porta papel, cadê o papel?? Não tinha. Ainda sentada, me estiquei e abri a porta do armário. A gente supõe que essas coisas fiquem guardadas no lugar de uso, certo? Errado! Não tinha nada desse tipo no armário. Gritei por alguém.. Nada. Ai, meus sais... Entrei pra tomar banho, neh....

Dae que hoje, voltei pra casa e cheguei doooooida pra fazer pips. Estou eu feliz de minha vida, liberando os 20 litros de suco de melancia ingeridos antes de voltar, quando sinto algo como uma espuma a me atingir as partes baixas. Levantei assustada e olhei. Era a espuma da máquina de lavar da vizinha que passou pro cano da minha casa. Mereço uma coisa dessa?!

Aff... Só acontece comigo!

2 pitacos:

Elaine disse...

Olá!
He he he, ´Que coisa! Era la-roupas ou lava-louças? Não que faça muita diferença pois o grau de susto deve ser o mesmo...
Boa semana, Ruivinha.

Leandro Galvão disse...

Isso não é nada :). Esse banheiro é um paraíso perto desse aqui ó: http://otaverneiro.blogspot.com/2008/01/sete-otrios-e-um-banheiro.html

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block