terça-feira, 19 de agosto de 2008

O pavão e o urubu

Tem um conto japonês milenar que é mais ou menos assim:

Em uma planície, viviam um Urubu e um Pavão. Certo dia, o Pavão refletiu:

- Sou a ave mais bonita do mundo animal, tenho uma plumagem colorida e exuberante, porém nem voar eu posso, de modo a mostrar minha beleza. Feliz é o Urubu que é livre para voar para onde o vento o levar.

O Urubu, por sua vez, também refletia no alto de uma árvore:

- Que infeliz ave sou eu, a mais feia de todo o reino animal e ainda tenho que voar e ser visto por todos, quem me dera ser belo e vistoso tal qual aquele Pavão.

Foi quando ambas as aves tiveram uma brilhante ideia em comum e se juntaram para discorrer sobre ela: cruzar-se seria ótimo para ambos , gerando um descendente que voasse como o Urubu e tivesse a graciosidade de um Pavão...

Então se cruzaram e daí nasceu o peru :
QUE É FEIO PRA CACETE E NÃO VOA!!!


Moral da história: - Se tá ruim, nem tente arrumar que piora !


(Espera o tempo passar, parte para o plano B que é melhor, rsrs)

3 pitacos:

Robs disse...

Amiga Dzinha, vejo que seu humor tá melhorando, pelo menos nesses últimos posts é o que parece! Que bom! Espero que as coisas estejam se ajeitando para ti!

Essa do pavão foio demais!! rsrs...

Beijos...se cuida...

Madame Mim disse...

rsrsrsr, ótimo.

Nina Carvalho disse...

Perfeito!rs

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block