domingo, 28 de fevereiro de 2010

Mal educada

Olha, foi o tempo em que eu mentia pra não constranger certas pessoas. Sabe a falta de noção daquela sua amiga gorda que acha que tá abafando num vestido de babado e tecido estampado? E ae ela te pergunta se está bonita? E você fica mais constrangido de dizer a verdade do que ela de usar aquela coisa ridícula??
Ou aquela criatura que precisa urgentemente voltar pra alfabetização, mas se mete a escrever um blog. O texto não tem coesão, coerência, ortografia, gramática... NADA!! E a pessoa pergunta se você gostou e se vai indicar pra outras pessoas??
Ainda tem aquele ser de outro mundo que te paquera. O cabra tem um papo chato, é o oposto daquilo que você admira num homem, é brega, gosta de Claudia Leite e BBB, escreve "agente".. E quando você recusa o convite pra jantar no podrão da esquina, ele insiste que você TEM que dar uma chance a ele???

Cara, de boa, eu reuno toda a minha capacidade de fazer cara de paisagem, toda a concentração pra não ser grosseira, toda a criatividade pra usar palavras educadas, mas eu falo a verdade.

"Amiga, isso tá parecendo capa de bujão. Não acha que uma cor sóbria, um modelão básico e um make menos putanesco cairiam melhor em vc??"

"Ah, desculpa.. até dei uma passadinha, mas seu blog não tem o perfil que me atrai."

"Porque eu sou exigente, nunca me apaixono e não vai ser você que vai conseguir essa proeza".

Assim.

4 pitacos:

Cecy disse...

Ruiva, eu tenho fama de ser ácida, ou seja, geralmente não seguro e digo o que penso. Já melhorei muito, mas basta me pegar em um dia ruim que minha acidez aflora.

Paloma Cândida disse...

Concordo com vc, maaaaaaaassss, temos que pensar da seguinte forma:- Se não formos gentis com as pessoas, elas nunca irão conseguir passar essa gentileza existente para outras pessoas!!!
Ainda bem que vc, assim como eu pensamos antes e acabamos não fazendo!!!Uffa!!!


rsrsrsrs, gostei muito do post!!!
Bjs!

regina disse...

Não podemos confundir gentileza com sinceridade... temos que ser sinceras sim... mts vezes dá mesmo vontade de soltar o verbo e dizer tudo o que vem na cabeça, chega a ser engraçado o que vem em mente, então temos que tomar fôlego prá filtrar...

Nanda Albuquerque disse...

Oi Ruiva,
Super concordo com você, principalmente no caso da roupa e dos 'pobremas' relativos ao nosso lindo e maravilhoso idioma... só que não consigo ser tão verdadeira com quem conheço. Como eu detesto ser mal interpretada, essas são situações que eu tento evitar para não acontecer justamente isso: como vc fala pra sua amiga que aquela roupa deixou ela com cara de noiva de bolo? Melhor olhar pro lado e fingir que é míope, hahaha.
bêê tóó

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block