quinta-feira, 25 de junho de 2009

A Ju publicou no blog dela e eu achei tão a minha cara que tive que copiar.

"Não me apetece viver histórias medíocres, paixões não correspondidas e pessoas água com açúcar. Não sei brincar e ser café com leite. Só quero na minha vida gente que transpire adrenalina de alguma forma, que sente coragem suficiente pra me dizer o que sente antes, durante e depois. Ou que invente boas estórias caso não possa vivê-las. Porque eu acho sempre muitas coisas - porque tenho uma mente fértil e delirante - e porque posso achar errado e ter que me desculpar - e o faço sem dificuldade se me provarem que eu estraguei tudo. Sou inteira desculpas quando vejo que pisei na bola e fui metade pra alguém.Quero grandes histórias e estórias; quero o amor e o ódio; quero o mais, o demais ou o nada. Não me importa o que é verdade ou o que é mentira, mas tem que me convencer, extrair o máximo do meu prazer e me fazer crer que é para sempre quando eu digo convicta que 'nada é para sempre'. Porque só assim eu me divirto e é só isto que me interessa."

(FERNANDA MELLO)

2 pitacos:

Madame Mim disse...

Lindo texto.
lembrei de uma frase que adoro, do
T. Roosevelt
"É muito melhor arriscar coisas grandiosas, alcançar triunfos e glórias, mesmo expondo-se a derrota, do que formar fila com os pobres de espírito que nem gozam muito nem sofrem muito, porque vivem nessa penumbra cinzenta que não conhece vitória nem derrota."

E da Clarice Lispector, que abominava as coisas mornas.

Bjo, ótimo findi.

Jú ツ disse...

Lindo Ruiva. Realmente esse texto veio a calhar! Beijo

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block