quinta-feira, 16 de abril de 2009

Criança presta uma atenção....

Antes de relatar o acontecido, preciso explicar algumas coisas.
Eu tenho cara de adolescente. E meu 1,60m / 54kg colaboram pra essa imagem de habitante da Terra do Nunca. Sempre pareci muito mais nova do que era. Desde os 15 anos. Então já se imagina que tipo de homem eu atraio: os coroas fascinados por uma ninfeta, ou os adolescentes. Houve uma época de eu ter muito preconceito com isso. Até que me apaixonei pelo meu então melhor amigo, que é mais novo que eu. A partir daí, só me apareceu homem mais novo. E minha irmã passou a me chamar de Xuxa. Eu até dei um tempo na "xuxisse"... Desde que saí da faculdade só namoro homens mais velhos. Mas como dizem por aí, quem é rei nunca perde a majestade; e uma vez rainha dos baixinhos, sempre rainha dos baixinhos.

Dito isso, vamos ao fato.

Quando meu último namoro terminou, levei meses numa tristeza profunda - até meus posts ficaram tristes, opacos... Mas passou e eu voltei pro mercado. E logo na primeira investida... um pocoyo*. Tá... foi apenas coincidência..
Segunda investida: barney*.
Terceira investida: backardigas*.

Dae cheguei no trabalho essa semana inconformada com essa condição e fui conversar com uma das professoras. Cheguei na sala dela e falei que eu ia mesmo pintar o cabelo de loiro, usar short com bota até o joelho e ter uma filha chamada Sacha. Ela, claro, começou a rir, porque logo entendeu o que estava acontecendo. O que eu não percebi foi que algumas crianças estavam perto, ouvindo aquele monte de abobrinha.
E qual não foi minha surpresa quando a mãe da Mô - minha ex-onça e atualmente onça dessa outra professora - chega no dia seguinte e diz que ela contou que eu vou ficar loira e linda, porque vou parecer com a Xuxa. E olha que a menina nem tem 5 anos ainda!

Não se pode mais falar nada perto dessas criaturinhas..


*personagens do universo infantilItálico

1 pitacos:

Elaine disse...

Olá!
Já pensou que podia ser pior? E ter de participar daquele programa do SBT, "10 anos mais jovem"!
Agora, que criança é mesmo um ser capaz de prestar aten~ção em tudo, lá isso é!
Cuidado com as ferinhas!
Beijinho, beijinho. Tchau, tchau!
(tá, foi infame, mas não resisti)

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block