terça-feira, 9 de março de 2010

Cabra Macho (ou uma falta de noção do caramba!)

Era um sábado a tarde e fazia tempo bom na cidade. O sol brilhando no céu e a quadra cheia de gente. O sujeito está sentado, esperando sua vez de entrar no jogo.
De repente, não mais que de repente, a quadra é invadida por uma moto, pilotada por um bandido armado. O fora da lei entra atirando a esmo. Todo mundo corre, grita, se joga no chão, chora, reza o Pai-nosso, a Ave-maria e o Credo. Todos. Exceto sujeito. Este permanece sentado exatamente onde estava.
O bandido acha aquilo muito estranho e vai até o maluco sujeito e o questiona:

- Todo mundo correu e você ficou sentado aí? Tem medo de morrer não?
- Medo eu até tenho. Mas vai adiantar correr? Eu posso morrer correndo, como posso morrer sentado. Você pode me acertar de propósito ou sem querer. A diferença é que, se eu correr, posso morrer suado, e sentado, morro descansado.
- Tu é doido, cara. Muito doido!!

E esse inusitado diálogo acabou favorecendo o alvo do bandidão, que aproveitou que a loucura do sujeito distraiu seu algoz, e fugiu.

Um cara com esse nível de loucura tinha que ser amigo meu, né?  E, acredite, esse episódio tem testemunha ocular. E eu mesma só acreditei porque mais de uma pessoa confirmou o ocorrido.

1 pitacos:

Jullyane disse...

'Um cara com esse nível de loucura tinha que ser amigo meu, né?'

Podia ser meu tbm, acredite. Só atraio gente doida, rs. O bom é que toda a lógica dele faz sentido. Doido sim, mas com bom senso! Hahahahaha!

Beijos

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block