segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Cadê o respeito que estava aqui??

Não sei o que está acontecendo com o mundo, mas as pessoas estão cada vez menos respeitadoras atualmente. Fico impressionada.
Precisei pegar o metrô no horário de rush. E existe aquele vagão EXCLUSIVO para mulheres, certo?
Errado! Vários homens dentro do vagão. E pior ainda: sentados!! Enquanto várias senhoras estavam em pé, num vagão que - teoricamente - é exclusivamente para elas. Fico bege. Bege claro, ainda por cima.

Dae no ônibus.....
A mãe passa a menina por cima da roleta. Ou seja, a garotinha não pagou passagem. Mas sentou num banco sozinha, enquanto pessoas que trabalharam o dia inteiro e pagaram passagem CARA estavam em pé.

Pior que isso é gente que senta em assento preferencial e não cede o lugar quando chega uma gestante, ou idoso, ou deficiente. Me dá vontade de puxar pela camisa e jogar o cidadão no chão. Isso, claro, depois de falar meia duzia de impropérios.

As pessoas esquecem que serão idosas no futuro. Ou que a filha será uma gestante.
E que respeito é bom, e o povo gosta.

Mas, pelo visto, gosta mais quando é para si. Quando é para respeitar o próximo.... é melhor deixar pro próximo fazer isso.

9 pitacos:

Nanda Albuquerque disse...

Ai, Ruiva pena que a maioria das pessoas não pensa como você e eu. Até fiz um post sobre isso tbém. Eu ficou com dor de estômago de raiva!! Mas, infelizmente acabo não falando as coisas, com medo das consequências... hj em dia a gente precisa tomar cuidado, pq não sabe como os outros irão reagir.
Essa impotência me deixa fula da vida!
Dá uma lida lá no blóóg.
bêê tóó

Nayara disse...

Pelo visto não apenas eu me irito constantemente no tranporte público...sim, parece que ele é pára raio de gente mal educada!! Por isso mesmo é tem constante no meu blog...quando der, passa lá: www.dignidadenaocabeaqui.blogspot.com

Bj!

fátima disse...

hj no estacionamento do supermercado, parou um carro na vaga de idosos e dele saltou uma loira (só podia ser, né?), daquelas peitudas, que não aparentava ter mais de 30 anos! ainda apressei o passo p/ olhar mais de perto, pq hj em dia, com essas plásticas todas nunca se sabe, né? mas era nova mesmo, a mal educada.
e o pior é que tinha vagas normais. longe, mas tinha.

vc tem razão, ninguém respeita mais nada mesmo.

HSLO disse...

Respeito___ palavra necessária e importante para o desenvolvimento e relacionamento humano.

abraços

Hugo

Mari disse...

puots, isso acontece demaaaaaaais!
agora, o que tem me irritado muito ultimamente no transporte público são aqueles cidadãos que compram celular com mp3, rádio ou sei lá o que e acham que o ônibus inteiro tem que ouvir o funk/pagode/gospel deles!
minha santa elis do disco de vinil, ninguém merece!

Jullyane disse...

Pior que isso que vc falou pode ser aplicado em tudo o que é situação, porque respeito tá faltando em todo lugar, Ruiva!

Beeeijos

Sam disse...

Ahhh!! eu uso a velha tatica da cara de anjo...
Chego pra pessoa q ta sentada, ou pra mamae super educada q deixa a criança no banco, olho com carinha de anjo, faço a voz mais suave do mundo, e falo: " por favor, o (a) sr.(a) poderia ceder o lugar para esta pessoa?, é que preferencial esse assento..." e dou um sorriso beeeem simpatico (simpatico até demais hahahahaha)... se a pessoa falar qualquer asneira pra mim, que tá em volta me defende, e defende o direito da pessoa que precisa sentar.. ai jah começa o vuvovuo no busao ou no trem ou no metro, e o elemento que esta sentado no lugar errado, fica com tanta vergonha q levanta rapidinho.. hahahahaha...
=)

Talita disse...

Achei seu blog no da Elisa e AMEI!
Bjo

Mary disse...

Tava pensando nisso esses dias. E acho que ônibus é o lugar onde as pessoas se sentem mais a vontade para serem desagradavéis. É um tal de jogar papel pela janela, cuspir, sentar onde não deve, empurrar quando não precisa, não pedir licença para passar, não agradecer e não dar nem um bom dia pro trocador (bom, eu desejo bom dia pra todo mundo, ok, não conta! kkk). Respeito é bom e eu gosto...pena que nem todo mundo pensa o mesmo...

 

Copyright © Histórias e Pensamentos de uma Ruiva Infinita. Template personalizado por Elaine Gaspareto Design by Volverene from Templates Block